Translate

sábado, 17 de janeiro de 2015

O Caminho do teu Coração

Deveras impressionado,
Pela dificuldade exigida...
Que caminho mais gelado
Mesmo logo à partida.

Onde estás será que sei
Quero procurar-te ou esperar,
No meu ninho eu fiquei
Até o sol voltar.

Deixei a porta entre-aberta
Para na minha vida entrares,
Não quiseste fazer a descoberta
Nem ao ponto de sonhares.

Muitas horas a olhar minha janela
Sempre com estranha emoção,
Apenas o sol passa por ela
Sem aquecer o meu coração.

Vou pedindo ao nosso céu
Que deixe o nosso sol brilhar
Se vens, não sei eu
Mas espero para te amar.

O autor;
J. Boni.

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Turbilhão


É só o teu sorriso
Que me faz feliz,
Perco-me em teus olhos
Em teu rosto de Meretriz,
De dia ou em meus sonhos
Só quero ser feliz.

Sinto um turbilhão 
De exageradas emoções,
Retratando o meu coração
Entre outros corações.

Os teus longos cabelos...
Teimam em passear por teu rosto,
Continuo a não me cansar de vê-los
Vivo o presente a meu gosto.


O autor;
J. Boni.



domingo, 4 de janeiro de 2015

Prato do Dia


Procurei um restaurante,
Em noite de consoada
Em que pudesse jantar
Sem ter que pagar nada.
Percorri, muitos caminhos
Espalhando a minha solidão
Só então reparei...
Que a casa que procurava,
Estava ali mesmo à mão.
Mesmo sendo muito pequeno
Era simpático este restaurante,
Onde depois de entrar...
Me senti bem, radiante.
Na emente pude ter,
Certo conforto, semelhança
Falava de amor de carinho,
Sem esquecer a esperança.
A saúde desejo eu...
Que nunca falte a ninguém
Pois só assim podemos viver,
Sem nos esquecer-mos de alguém.
É só a paz e o amor,
Com a certa porção de carinho
Que nos trás a felicidade,
Nunca mais vou ficar sozinho.

Um bom prato para saborear 
Todos os dias do ano!!!

O autor;
J. Boni.

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Pensamento

Serás como pássaro a voar,
Soltando tuas asas, tuas garras
O meu pensamento a esvoaçar
Só encontra coisas raras.

Pensamento, olha o que fiz
Ao não tomar atenção em ti,
Pensava que eras feliz
Mas até eu também eu sofri.


Que mais te posso dizer
Ou que espécie de atenção,
Não quero a ti fazer...
O que fiz ao meu coração.

Vou olhando para o céu,
No horizonte, te procurar
Mas muito pobre fico eu,
Se não te conseguir encontrar.

Já não vou mais dormir
Sinto grande agonia...
Só vou voltar a sorrir
Quando te encontrar um dia!

O autor;
J. Boni.

Aquela Voz

Um dia ouvi uma voz
Que me disse, muito baixinho
Espera um pouco e ouve...
Não tenhas pressa de partir,
Neste mundo, tens espaço
Tranquiliza-te... podes sorrir
Não faças tudo o que eu faço,
ouve também o teu coração
A vida é curta podes crer,
Olha o céu com atenção.


Eu ouvi aquela aquela voz,
Que em meu coração
Entrou diretamente...
Como uma flecha abençoada,
Tivesse eu sempre presente
Essa voz angelical
Poderia sempre viver contente,
Sem ter contacto com o mal.

O autor;
J. Boni.